motivos para beijar o monitor

5 motivos para amar a internet

Eu amo a internet por vários motivos.  A internet economiza tempo, evita erros, soluciona mentiras e muito mais. “Pouco conhecimento faz com que as pessoas se sintam orgulhosas. Muito conhecimento, que se sintam humildes. É assim que as espigas sem grãos erguem desdenhosamente a cabeça para o Céu, enquanto que as cheias as baixam para a terra, sua mãe.” – Leonardo… Leia mais →

diamante

Recomeço

Cada post é um recomeço e este é o primeiro deste novo espaço. Você já ouviu falar sobre como tudo na vida acontece em ciclos? Este blog marca um novo ciclo:. um retorno às origens do blogar. Blog de raiz, blog de várzea. Um espaço bem pessoal e escrito em primeira pessoa. O que esperar? Por aqui, você vai encontrar estas conversinhas… Leia mais →

_cigarro

Ideias tortas

Nem mesmo entre palavras e cenas, foi possível esconder o lobo. Lá estava todo exposto. Facilmente já despido de seu dócil carneirinho. Escancarado em dentes, olhares e sorrisos, a gula tornou-se tão gritante quanto a intenção. Ah, estes sorrisos. Conheço-os tão bem. Reconheço como espelho. Confinados no movimento da cidade, seguros e inseguros num instante claustrofóbico de tão curto. Opressivo de… Leia mais →

_alicecaterpillar

O que te define?

Se tem uma coisa que eu gosto de gargantear aos quatro cantos, com certeza é o meu ótimo sentido para conhecer as pessoas. É mais do que empatia, é um pouco intuitivo, é um pouco do acumulado da experiência. Um tanto lógico, um tanto subjetivo, mas enfim, é meu super poder. O fato é que nestas de observar, eu descobri… Leia mais →

_underwater

Underwater Love

Desejei apenas brincar com todas aquelas cores. Lampejos róseos no branco pacífico de sua pele, as ondas castanhas derramadas nos seus ombros, os dedos desenhando contornos no vermelho macio de seus lábios. Ela repousa em meus braços sob a moldura perfeita de grama, céu e sol, acolhidos na sombra de uma árvore. Abre seus olhos lentamente enquanto a pequena mão… Leia mais →

_alana

Alana

– Corra! Alana relutou por alguns segundos, mas seu instinto de sobrevivência fez com que voasse pelas matas, ignorando o ombro ferido e, deixando atrás de si, o banho de sangue feito por Madok e seu bando. Não havia tempo para Alana chorar seus mortos, sua única esperança era correr em direção ao templo de Themis, chegando lá, clamaria à… Leia mais →